Caminho do Itupava

    
    
    
    
    

:: Localização
:: Mapa Caminho
:: Roteiro Recomendado
:: Equipamentos
:: Camping
:: Estrutura Turística


:: Anhangava
:: Flora e Fauna
:: Calçamento
:: Casa do Ipiranga
:: Estrada de Ferro
:: Véu de Noiva
:: Garganta do Diabo
:: Santuário do Cadeado
:: Marumbi
:: Salto dos Macacos
:: Porto de Cima
:: Prainhas
:: Bóia Cross
:: Morretes
:: Barreado


:: Relatos Históricos
:: Estatísticas
:: Arqueologia








FOTOS
Zig Koch

TEXTOS
Julio Fiori

WEB
Hilton Benke








FOTOS
Zig Koch

TEXTOS
Julio Fiori

WEB
Hilton Benke
      O Caminho    |     Roteiro    |     Atrações    |     História    |     Contato    

Barreado


 

A origem do prato é bastante controversa, mas é certo que se iniciou usando a técnica indígena de enterrar a panela de barro numa vala e cobri-la com folhas de bananeira para então acender uma fogueira por cima, deixando cozinhar por 24 horas.

Como a carne ficava muito seca, os caboclos passaram a tapar as panelas e vedar as tampas com uma pasta de farinha de mandioca e cinzas para evitar a fuga do vapor. Chamou-se isto de barrear. Em virtude deste ritual trabalhoso, nunca foi um prato corriqueiro. Era preparado as vésperas do entrudo, festa profana precursora do carnaval.

Muito saboroso e energético pode ser requentado inúmeras vezes sem alteração de sabor, então a mulher podia parar com seus afazeres domésticos e acompanhar o marido durante os três dias de festa, dedicando-se somente à dança do fandango. O prato típico do litoral é composto de carne, toucinho e temperos acompanhado por farinha de mandioca e banana, sendo servido em todos os restaurantes da região em conjunto com uma grande variedade de frutos do mar.


Barreado




AltaMontanha.com :: Página Inicial :: O Caminho :: Atrações
História :: Roteiro Recomendado :: Localização
Como Chegar :: Equipamentos :: Contato

® Portal AltaMontanha.com ::: Todos os direitos reservados